sexta-feira, 15 de maio de 2015

Novos ares

                                                                      
 
As borboletas que voavam no campo da solidão
hoje dançam felizes
no jardim do teu sorriso.



Daniela Silva

6 comentários:

jair machado rodrigues disse...

Diante de tantas atrocidades, dores,desencontros no mundo quase nem percebemos a beleza da borboleta, pois diante disso tudo melhor a solidão...mas quem disse que é pra sempre, quando encontrar teu jardimpoderei desfrutr da beleza das borboletas, agora felizes e dançando...gostei demais da figura que ilustra o post.
ps. Carinho respeito e abraço.

Fábio Murilo disse...

Disse tudo de uma forma linda e bem elaborada, Dani. Perfeito!

Vitor Costa disse...

Lindo e simples!

Rapha Barreto disse...

A quando o amor aparece...
Beijo e ótima semana

http://mylife-rapha.blogspot.com

Mari Mari disse...

Eita, cuidado. Quando as coisas estão boas demais é hora de ascender aquela luzinha de alerta básica kk
Estou brincando, não quero estragar tudo <3
Lindo poema.

Evandro L. Mezadri disse...

Escreveu muito em poucas palavras!
Grande abraço, sucesso e ótimo final de semana!