sábado, 22 de fevereiro de 2014

Eu te espero, vem?


Roupas rasgadas pelo quarto
Nada está em seu lugar
A memória nunca funciona
Tudo se passa como um flash
Sonho ou realidade?
Me dê a mão
Vamos fingir que tudo está bem
Não vamos rotular isso
Só vamos correr por aí
Deixe o medo e as preocupações em casa
Os monstros não vão nos alcançar
Sonho ou realidade?
As chaves já estão no carro
Os livros no porta-malas
Compramos o resto na estrada
Vamos sentir o vento tocar nosso rosto
Parar em uma rodoviária abandonada
Beber, sorrir e conversar com os olhos
Sonho ou realidade?
Nós não vamos ouvir quando eles disserem 
O que temos que sentir 
Vamos colocar o celular na rua
Ver um caminhão de oito rodas estraçalhá-lo 
E saber que ninguém mais irá nos incomodar
Dormir em um hotel barato
Traçar um caminho no mapa
E entrar em uma via completamente diferente 

Você vem? Eu sei
Mas antes, abra os olhos
Precisamos acordar

Daniela Silva  

5 comentários:

Cristiano disse...

A sonhar é livre... :)

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Dani...
ficou um show tua poesia..
a parte do celular sou tri a favor.. como não tenho a besteirinha, não por não ter como mas pq não faço questão mesmo desta ferramenta de controle.. vi muita liberdade nos teus versos.. não vejo a hora de colocar uma mochila nas costas e fazer a maioria do que disseste.. bjs de luz a vc tb até sempre

Evandro L. Mezadri disse...

Perfeito, sem palavras...
Grande abraço e sucesso!

Rapha Barreto disse...

Ok, mais uma vez parabéns e mais uma vez este post vai para o meu blog kk.
Adorei, e um dia farei isso, uma mala somente, um mapa no carro e um destino indefinido e no banco ao lado um grande amor.
É preciso aventuras antes que seja tarde demais.

O My Life está completando 4 aninhos hoje e tem promoção nova. Na verdade é só sugerir um tema para um texto, eu faço o post e coloco seu nome + o link do seu blog falando que foi você a sugerir aquele assunto.

Dá uma conferida >> http://mylife-rapha.blogspot.com.br/2014/03/4-anos-de-my-life.html

Beijos

Anderson Lopes disse...

Quando sonho e realidade se confundem
a vida passa a valer a pena.