sábado, 31 de agosto de 2013

Monstros interiores

Aos berros ele se debate.
Chuta as grades, saí e ganha asas.
Visto meu sorriso mais belo.
Tudo serve para não deixar transparecer...
Outra vez eu o dei vida.

imagem google

Daniela Silva

12 comentários:

Anderson Lopes disse...

Os pássaros interiores precisam do céu...

Fábio Murilo disse...

Ele não se coube de tanta felicidade e ficou discreto feito um show pirotécnico.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

Erica Ferro disse...

Eu queria voar. :/

Sacudindo Palavras

Lucas disse...

renascimento = libertação =)
rsrs sei lá ao ler isto pensei em quantas vezes nós renascemos em uma única vida.

Andressa Pereira disse...

Acontece comigo, sempre quando pisco os olhos, quando sou iluminada ou escurecida, quando vento sopra, ou ainda quando as pessoas sorriem pra mim. Ganha vida, transforma, salta de mim, toma posse do que sou eu.

MahPessoa disse...

Trecho profundo, gostei muito!
bjs

Trash Rock

Ariana disse...

Quando nos vestimos de sorrisos, somos invensiveis e voamos pra qualquer lugar.

Adorei!

Beijos

Nina disse...

Essa é a primeira vez que passo por aqui e, de cara, bato o olho nome deparo com Anitell no canto direito da tela. Que coisa mais linda!

Samuel Balbinot disse...

Olá Dani.. primeiramente muito grato pela sua visita, sejas muito bem vinda, muito bom poder encontrar pessoas que gostem desta arte, de deixar as palavras fluirem, comecei aos 15 e não parei mais, só assim minha alma fica mais leve e ainda encanta outras almas, seus versos acima tem uma agitação interna que tb tenho e muito, e só assim dando asas para que a tal agitação se acalme dentro de nós.. li que gostarias de ter nascido no sul rsrs bah nem fale isso eu que sou aqui da serra gaucha queria vazar daqui pq não sou muito fã do frio não.. e este ano espero que ele chegou ao fim pq tava demais.. um lindo dia a vc.. bjs até sempre

Mihh disse...

lindo texto, parabéns e sucesso! bjs

Iasmin Cruz disse...

Um belo renascer.

www.iasmincruz.com

Ícaro Machado disse...

Somos aquilo que cultivamos. Quem sabe bom, quem sabe não? Quem sabe? Nem nós sabemos até cultivar.

Perfeito.

Beijos.

http://remember52.blogspot.com.br/