terça-feira, 27 de março de 2012

Do ato de morrer todos os dias

Ao acordar Alice já se entristecia.
Trabalho, pessoas falsas, folgadas, contas, comparação, pressão...
Nossa.
A angústia aflora. O coração dói, dói, dói.
Logo ela a garota que sonhava com a profissão, queria ser feliz fazendo aquilo que gostava. Não imaginava.
Alice.
"A vida não é fácil."
"Na vida nem sempre você vai fazer apenas o que gosta."
Diziam.
Verdade ou mentira, não sabia.
Ela apenas vivia.
Estava definitivamente regulada pelo tic-tac incessante do relógio.
Por fora bela, por dentro...
Deprimida, cansada, lúgubre, sensível. No limite.
'Pra que mostrar o que tenho por dentro? Ninguém se importa mesmo.'
Pensava.
Infelizmente estava certa. Se todos temos problemas, por que dar importância aos problemas alheios?
Mais um dia passou, Alice voltou para casa. Deitou, dormiu.
Mais uma vez Alice morreu.

Daniela Silva

16 comentários:

Patrícia N. disse...

Selo pra ti lá no meu blog http://www.complicatedimperfect.blogspot.com.br/2012/03/selo.html
:D Fique com Deus.

Liza disse...

A Alice dentro da gente morre todo dia, por isso escrevemos... Para mantê-la um pouquinho viva. Ela deve ser mostrada sempre, porque há sempre alguém que se importa.
Lindo texto :*

gcavalcanti disse...

Oi,

Meio lado Alice está sempre latejando, parece mesmo meio inútil se impor nessa confusão de gente e em meio a tanto egoísmo.

Debbys disse...

nha, tadinha da alice!!
maas essas coisas deprimem mesmo... mas cm eu sempre falo, é tentar ver td como um aprendizado.. e se tá fazendo mt mal, melhor procurar outros caminhos né.. xD
adorei o texto!
bjsss

Karine disse...

Olá linda, tudo bem?
Gostaria de te convidar pra participar de uma tag nova lá no blog que se chama “Entre blogueiras”, onde eu faço uma pergunta para várias blogueiras e você deixa a sua resposta. Toda semana farei um post com uma pergunta e se você quiser responder, estará lá. Para participar, basta responder: O que mais chama a sua atenção nos meninos? O link para resposta é esse post: www.nosnagravata.com/novidade-um-dia-de-menina. Ficarei muito grata se você participar. Beijão! :D

Jade Amorim disse...

Esse desanimo, essa falta de alegria com a própria vida. Eu sei como é, tive esse baque ultimamente, mas agora estou começando a conciliar.
Bom, de qualquer forma, eu adorei o poema. Acho muito poético o final, tipo, realmente aqueles que não fazem o que gostam morrem todos os dias. :x

Beijos.

Jeniffer Yara disse...

Acredito que quando vivemos assim, como a Alice, morremos a cada dia, por que estamos vivos, teoricamente falando, mas não vivendo de verdade nossas vidas. É triste :/ Eu tento ao máximo não ficar assim, mas de vez em quando sou uma Alice da vida.

Beijos ;}
http://mon-autre.blogspot.com/

Por... disse...

Lindo texto! Bem verdadeiro! ;)
Gostei daqui e tô seguindo! Segue lá também!
bjos

Iasmin Cruz disse...

Existem muitas alices dentro de cada uma de nós.

http://iasmincruz.blogspot.com.br/

Heitor Lima disse...

Hey, gostei muito daqui. Esse post me conquistou. Pra começar, gosto muito do nome Alice. E depois... essas crônicas a respeito de cotidiano sempre me chamam atenção e as metáforas colocadas por você ficaram muito boas. :)
Faz-me uma visita depois?

Juúh Rose disse...

Nossa seu blog e demais , se quiser eu to fazendo um designer lindo ... Descobri como fazer o flash/header , html vai valer a pena , e tem direito de 2 designers , quando vc enjoar desse , e só 18 R$ mais eu arredondo para 15 R$ para vc kkk bjs bjs , www.blog-algodaodoce.com =)

Um quase pra sempre disse...

Ei, Dani. Tudo bom?
Você deixou um comentário no meu blog e eu quis retribuir e dizer que estou te seguindo e te esperando no meu blog de novo!
Seu texto é lindo! Beijos.

Stella Valim disse...

Do que adianta estar vivo se não fazemos o que realmente gostamos? Acho que não adianta muita coisa...
Gostei do texto.
http://www.senhoritaliberdade.com/

Rapha Barreto disse...

Nossa, tu escreves MUITO bem.
Parabens.
Estou te seguindo já, sempre que der dou uma passadinha aqui :B

beijos e tenha uma otima semana

Bruna Trovão disse...

legal seu texto, gostoso de ler...
mas a Alice bem que podia arranjar um passatempo pra se distrair, né!!! as coisas ficariam melhores pra ela! rs
bjo

Erica Ferro disse...

Ai, essa vida não é fácil pra ninguém, né?
Trágico, trágico.

Você excluiu seu outro blog? Why? :(